24 de jan de 2009

Assim deve ser o historiador

Assim pois, para mim, deve ser o historiador: sem medo, insubornável, livre e amigo da franqueza e da verdade: como diz o poeta cômico, alguém que chame figos de figos e a gamela de gamela; Alguém que não admita nem omita nada por ódio ou por amizade; Que a ninguém poupe, nem respeite, nem humilhe; que seja juiz equânime, benevolente com todos até o ponto de não dar a um mais do que o devido; Estrangeiro nos livros, sem cidade, autônomo, sem rei, não se preocupando com o que achará este ou aquele, mas dizendo o que se passou. Luciano de Samósata
Picture by Joadoor

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...