23 de out de 2008

Fervor de Buenos Aires

Que o mármore temerário não arrisque ruidosas transgressões ao poder do esquecimento, enumerando com prolixidade o nome, a opinião, os fatos, a pátria.

Tantos enfeites pertencem às trevas E que o mármore não diga o que calam os homens.

O essencial da vida fenecida - a trêmula esperança, o milagre implacável da dor e o assombro do gozo – irá perdurar sempre.

Às cegas reclama duração a alma arbitrária quando a tem assegurada em vidas alheias, quando tu próprio és o espelho e a réplica dos que não atingiram o teu tempo e outros serão (e são) a tua imortalidade na terra.

Jorge Luís Borges

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...