4 de jan de 2013

Amor doentio

Amor a primeira vista, amor de verão e amor de infância. Quase todo mundo já teve um ou todos eles. E o amor patológico? Você já viveu algum?

O amor patológico é uma doença que causa dependência como se fosse uma droga, só que nesse caso, a droga não é um produto químico ou álcool, é o parceiro ou parceira. 

De acordo com a psicóloga Sílvia Rezende Azevedo, o amor patológico atinge com mais freqüência as mulheres, mas os homens também podem sofrer desse mal. Para saber se alguém tem amor doentio é só analisar o relacionamento. 

"Chega a um ponto que o amor fica obcecado e a pessoa deixa a sua vida para viver a do outro ou não permite que o parceiro tenha vida própria".Segundo Sílvia, quando a pessoa deixa os amigos, o parceiro passa a ocupar mais espaço do que a família, o trabalho e outros afazeres, ou o medo da relação acabar é incontrolável e se começa a seguir e vigiar o outro, é certo que o amor deixou de ser algo saudável e se transformou num vício. 

"Pesquisas mostram que as áreas do cérebro que são ativadas quando se está interessado por alguém são as mesmas da obsessão. É uma sensação química e quando o amor passa a ser doentio a pessoa tem crises se está longe ou sem o parceiro, tem sentimentos de culpa. É como se fosse uma droga que não se pode ficar sem", explica Sílvia.

A psicóloga afirma que é difícil perceber que o limite saudável de uma relação está sendo ultrapassado devido a uma questão cultural de que em um relacionamento amoroso, principalmente no início, é normal amar exageradamente, demonstrar que ama e fazer uma série de coisas pelo outro. "É como o consumo de álcool que é uma droga aceitável e consumida socialmente. No começo você bebe e não percebe nada porque está dentro do normal, com o passar do tempo sua vida começa a girar em torno disso e você não percebe que está passando do limite", compara.A pessoa doente se torna impulsiva e compulsiva devido ao vício. 

O amor se transforma em um sentimento destrutivo para o casal e que em alguns casos pode ocasionar tragédias como crimes e suicídios. O amor patológico pode atingir, principalmente as mulheres com mais de 30 anos e que não têm um relacionamento estável. "As mulheres estão mais seletivas e depois de determinada idade, quando encontram um parceiro, ficam doentes por ele e são capazes de fazer tudo para não perder essa relação", diz Sílvia.Esse amor doentio não fica restrito a relação homem-mulher. Pode atingir também pais, irmãos, filhos e amigos. "Algumas mães gostam tanto dos filhos que acabam com o relacionamento amoroso deles e alguns amigos têm ciúme doentio pelo outro", exemplifica. 

Características do amor patológico 
A psicoterapeuta e pesquisadora do Ambulatório do Amor em Excesso (Amore) da USP, Eglacy Sophia, destaca alguns sintomas dos 'doentes de amor': - Sintomas de abstinência (como angústia, taquicardia e suor) na ausência ou no distanciamento (mesmo afetivo) do amado - O indivíduo se preocupa excessivamente com o outro - Atitudes para reduzir ou controlar o comportamento de cuidar do parceiro são mal-sucedidas - É despendido muito tempo para controlar as atividades do parceiro - Abandono de interesses e atividades antes valorizadas - O quadro é mantido, apesar dos problemas pessoais e familiares Serviço 

O Ambulatório do Amor em Excesso da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) aceita voluntários para tratamento e pesquisa do amor patológico. As triagens são agendadas pelo telefone (11) 3069-7805, somente às quartas-feiras, das 10h às 17h. Os participantes passam por 16 sessões de psicoterapia e psicodrama em grupo.
Terra





Jealousy

Oh how wrong can you be?
Oh to fall in love was my very first mistake
How was I to know I was far too much in love to see?
Oh jealousy look at me now
Jealousy you got me somehow
You gave me no warning
Took me by surprise
Jealousy you led me on
You couldn't lose you couldn't fail
You had suspicion on my trail


How how how all my jealousy
I wasn't man enough to let you hurt my pride
Now I'm only left with my own jealousy


Oh how strong can you be
With matters of the heart?
Life is much too short
To while away with tears
If only you could see just what you do to me
Oh jealousy you tripped me up
Jealousy you brought me down
You bring me sorrow you cause me pain
Jealousy when will you let go?
Gotta hold of my possessive mind
Turned me into a jealous kind


How how how all my jealousy
I wasn't man enough to let you hurt my pride
Now I'm only left with my own jealousy
But now it matters not if I should live or die
'cause I'm only left with my own jealousy

Ciúme

Oh como você pode estar errado?
Oh, me apaixonar foi meu primeiro grande erro
Como iria saber, Se estava muito apaixonado para ver?
Oh ciúme, olhe para mim agora
Ciúme, você começou de alguma maneira
Você não me deu avisos
Me pegou de surpresa
Ciúme você me seduziu
Você não podia perder, não podia falhar
Você tinha suspeitas dos meus rastros

Como como como todo meu ciúme
Eu não fui homem o bastante para te deixar ferir meu orgulho
Agora estou só com meu ciúme

Oh, como você pode ser forte
Com assuntos do coração?
A vida é muito curta
Para se deixar passar com lágrimas
Se só você pudesse ver, O que fez comigo
Oh ciúme, você me deu uma rasteira
Ciúme você me deixou para baixo
Você me traz tristeza, você me causa dor
Ciúme, quando você irá embora?
Tomou conta da minha mente possessiva
Transformou-me num tipo ciumento

Como como como todo meu ciúme
Eu não fui homem o bastante para te deixar ferir meu orgulho
Agora estou só com meu ciúme
Mas agora não importa se eu devo viver ou morrer
Porque agora estou só com meu ciúme

13 comentários:

Anônimo disse...

GOSTEI MUITO DO QUE LI. TENHO UM AMIGO QUE É CASADO E A SUA ESPOSA É SUPER CIUMENTA, DE FAZER BARRACO EM QUALQUER LUGAR. ENVERGONHA-O SEM SENTIR CULPA ALGUMA E ELE POR SUA VEZ É LOUCO DE AMOR POR ELA, ELE NÃO SABE PORQUE AGE ASSIM, MAS NO ENTANTO RELACIONA-SE COM OUTRAS MULHERES. SERÁ QUE ELE TEM ALGUM PROBLEMA. QUERO ALGUMA RESPOSTA PARA PODER AJUDÁ-LO. POR FAVOR ATENDAM-ME.

Anônimo disse...

oi, tbem gostei do que li. e xeguei a conclusao q meu marido tem amor doentio por mim.
eu quero me separar e ele nao ta aceitando. ele nao tem amor proprio, sei q ta sofrendo muito, mas eu nao o amo mais, tivemos separados e eu conheci outra pessoa, na qual estou tendo um relacionamento, entao pedi a separaçao, confessei q tenho outro e mesmo assim ele nao aceita. diz q vai mudar, q vai fazer tudo p eu ama-lo denovo. ele xora...se humilha...me doi ver isso...sinto pena dele. ele tem varias reaçoes, as vzs xega ser agressivo comigo, e na mesma hora xora e im,plora perdao, faz ameaças, etc... ele é um otimo pai, foi um exelente marido, sempre me deu de tudo, mas eu nao o amo mais, e nao qr engana-lo pq ele nao merece. ja tentei, ja perdoei alguma falhas dele... mas eu sofri muito por estar longe do meu amor. nos queremos morar juntos e meu marido ta impedindo isso..

Anônimo disse...

Eu também estou passando por esse mesmo drama. Meu ex namorado não aceita o término do nosso namoro, tem comportamento agressivo, dizendo que não entende o pq eu terminei com ele, e depois manda msg no meu cel. como se ainda me namorasse. Se aproxima de amigos, da minha família e se faz de vitima o tempo todo para que eu volte para ele. Não o amo, o máximo que consigo sentir por ele é um sentimento de pena. Não sei oque fazer.

Anônimo disse...

Tenho 32 anos e nunca amei ninguém desse jeito.

Acho que não sou humana.

Anônimo disse...

estou aki fazendo esse comentario agora pq briguei com meu namorado a pouco instante e fui a procura de uma juda nesse site.. comparei os sintomas q aki estão descritos e me encaixei em quase todos.. estou mto triste pq n sei oq fazer sabe! se eu continuar com essa loucura perderei o homem q digo amar.. e amo mesmo!

Anônimo disse...

Eu acredito que sofro desse tipo de amor patológico, já tentei me separar várias vezes e estou em tratamento psicoterápico. Me ajudou muito ler sobre o assunto e ver os sintomas (eu tenho todos eles e outros mais). Para piorar, ainda sou constantemente maltratada e traída publicamente. Acredito que estou num caminho para melhora, só pelo fato de tomar consciência da minha doença. Também tenho tentado construir a imagem do que seria o amor ideal e tenho certeza que isso vai me ajudar no futuro.

Anônimo disse...

Eu também li alguns comentários acima de pessoas que estão sofrendo com personalidades como a minha. Eu entendo que todas estejam chateadas, mas como pessoa doente, eu digo que nosso lado também não é fácil. Um pouco diferente dos casos de vcs, meu namorado não me deixa, me manipula, mente, diz ter ciúmes... Tudo teatro. E apesar da consciência disso, de sofrer, de ser traída, maltratada, não consigo deixa-lo. Quero que todos vejam que o doente sofre tanto, ou até mais, que vcs.

Anônimo disse...

Estou desesperada porque descobri que sofro desse amor compulsivo... Acredito que não demonstro (ao extremo) que tenho isso pro meu namorado. Mas sofro e me destruo por dentro. Se ele diz que vai terminar comigo eu entro em panico... Não chego ao ponto de encomoda-lo mas por dentro eu fico em desespero. Mas quando brigamos fico olhando um milhão de vezes no cel pra ver se tem msg, deixo aberto o email pra ver se chegou alguma coisa. orkut abro a cada minuto... Não o que eu faço porque ta me machucando demais.
Não quero viver assim. Na minha cabeça eu acho ele o homem da minha vida e não penso e nem quero outra pessoa na minha vida. Ele me corresponde, por isso acho que ainda há tempo de eu me tratar antes que ele descubra que estou sendo assim.
Me ajudem...

Allen disse...

Li ate os ultimos comentarios..e vi q eu tambem sofro por isso..meu namorado termino como mas eu ainda continuo fazendo as coisas como se ainda estivessemos juntos..choro,fico sem come,fico o tempo td com o cel na mao e entro na net só pra poder falar com ele to entrando em panico..oq mais me doi e saber q o fim do nosso relacionamento foi por minha causa.. mas eu mudei e ele não entendi e isso q ta me machucando eu só kria uma chance pois ele me ama e msm assim não esta afim de me dar a ultima chance...to sofrendo de mais..quero me curar mas não quero jamais deixa de ama-lo. ta muito dificil

Anônimo disse...

Gostei do que li!! estou vivendo um relacionamento doentio, meu namorado me sufoca, me vigia, controla meu celular, meus créditos do celular, meu orkut (nem uso mais...) as vezes se comporta como um louco, briga, vê coisas onde não têm, imagina coisas, cria situações, depois chora, se humilha, pede perdão se sente o pior dos homens, passa mal, fica doente e é só eu chegar ele melhora, estou cansada de passar vergonha, de andar de cabeça baixa, não sei mais o que fazer, eu o amo demais, porém, não estou conseguindo mais lidar com isso...

Anônimo disse...

Olha gente, tudo isso q li eu tb passei, e só depois q td terminou é q eu fui me conscientizar q o meu amor era patológico.
Amei demais uma mulher q foi minha namorada e noiva, porém amei de forma doentia. Ela era td para mim, eu endeusava ela e isso tá errado. Durante o tempo em q ficamos juntos (3 anos) eu nunca nem consegui olhar para outra mulher. Eu fazia tudo o que podia e não pudia para ela, mas um dia descobri q ela me traia com um colega do seu trabalho.
Sofri muito,foi despertado em mim o sentimento mais profundo de dor da alma. Só quem já passou por isso é que sabe o q estou falando. Mas graças a Deus td passou e eu fui curado, conheci uma mulher q me ama de verdade e descobri o q é um amor sem "doença", estou com a pessoa certa e muito feliz. E digo a tds q sofrem de um amor doentio: Vá procurar a cura, cada um tem a sua,seja na medicina ou na religião, isso não importa o importante é vc saber q foi acometido por esse tipo de doença e tem q ser curado dela senão ela pode acabar com vc. Abço a todos...

ale disse...

nao sei bem oque é mais sei que meu filho de seis anos esta fikando doente de tanto amor ke sente por mim me ama mais k sua propria vida oque devo fazer a quem devo recorrer??

passeios em joão pessoa disse...

Muito triste quando você se apaixona por alguém que não te corresponde a altura. Geralmente o amor doentio é destrutível, originado por uma carência dentro de nós.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...