3 de dez de 2008

Mulher

O novo paradigma de mulher tem mudado com o tempo, evoluiu de acordo com as necessidades impostas por uma realidade capitalista, não concebemos mais a dona do lar, apenas mãe ou profissional esposa, que se satisfazia com o codinome de rainha do lar, num reino sem coroa, sem pompas nem glórias. Enfrentamos momentos de crises financeiras, disputamos palmo a palmo o nosso sagrado espaço no mercado de trabalho junto aos homens, transpusemos barreiras estabelecidas por uma sociedade eminentemente capitalista e machista, lutamos e vencemos. Vencemos os obstáculos da credibilidade, da capacidade, da discriminação, dos baixos salários e acima de tudo da disponibilidade. Provamos que somos capazes de acumular funções e corresponder de forma satisfatória a todas as exigências inerentes a cada uma delas. Provamos que o que antes era considerado o sexo frágil, se apresentou ao mundo ou à parte dele como um dos sexos mais fortes, que perdoem os mais irrecuperáveis machistas. Não cabe aqui nenhuma idéia de movimento ou concepção feminista. Apesar da abertura dos canais do conhecimento oferecido à mulher aqui no Brasil ter começado algum tempo após o dos homens, estas não deixaram a desejar, utilizando-se de dons que a natureza tão bem as dotou, no caso da sensibilidade, intuição e inteligência, acompanhou os progressos tecnológicos, científicos e intelectuais de forma a não deixar escapar por entre os dedos o seu merecido título de profissional, que não a impede de ser também uma boa mãe, esposa e dona de casa. È claro que o tempo estabelece limites e limitações para cada tarefa, o mais impressionante é que observamos um número cada vez maior de mulheres que abraçam o mercado de trabalho e assumem junto à célula familiar, o papel de cabeça no lugar do homem na concepção financeira. Hoje observamos que a mulher foi muito além das profissões tidas em épocas anteriores como especificamente feminina. Ela divide na atualidade com o homem, o território militar, conquistou espaço seguro no mundo da política da ciência e da tecnologia. A mulher profissional desse novo milênio, vive hoje uma expectativa de vida muito mais real, capacitada para detectar onde a sua atuação satisfaz a uma necessidade social, foge da mesmice do campo estritamente familiar, vislumbra outros horizontes, absorve sem medo novas idéias e informações, transmite conhecimentos e gera acima de tudo a sua independência financeira e emocional. Esta nova mulher, tem em suas mãos as rédeas do seu destino, não depende mais do sexo masculino para seu reconhecimento e respeito . Por estes e outros, esta nova mulher está apta a formar uma excelente parceria com o homem em todos os aspectos, porque tem condições de trilhar o mesmo caminho e estabelecer metas de conquistas em sua vida pessoal, afetiva, familiar e profissional.
Rosana Muniz de Medeiros
Picture by Pablo Picasso

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...