30 de abr de 2009

Entenda as mulheres

“VOCÊ NÃO REPAROU NO MEU CABELO...DE NOVO!” É fato: os homens têm menos capacidade de captar informações do ambiente que os cerca do que as mulheres. O professor americano Ruben Gur, neuropsicólogo da Universidade da Pensilvânia, mostrou com tomografias que o cérebro masculino em repouso fica 70% desativado. Já o das mulheres permanece 90% ativo durante o mesmo estado. Quer dizer: mesmo quando parece repousar, o cérebro das garotas estão captando sinais do ambiente, diferentemente do seu. “VOCÊ DEIXA TUDO ESPALHADO! TIVE QUE GUARDAR SUA CHAVE NA MINHA BOLSA” É fato: fêmeas conseguem se organizar melhor. A teoria evolucionária explica: como a mulher era guardiã da cria, enquanto o homem saía para caçar na época das cavernas, ela desenvolveu uma visão periférica mais abrangente, de quase 180 graus. Já o cérebro masculino, que tinha de encontrar a caça, foi configurado para uma visão a longa distância, no “estilo túnel”. Ele desenvolveu um tipo de visão focado para não se desviar da caça – por isso nunca acha seus objetos espalhados. Essa característica foi reforçada ao longo dos anos. “Pela socialização, mulheres são treinadas a fazer várias coisas ao mesmo tempo e homens focam”, diz a antropóloga Daniela Knauth, do Departamento de Medicina Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. “HOJE NÃO, BENHÊ, ESTOU COM DOR DE CABEÇA!” É fato: pode não ser desculpa. A enxaqueca é uma doença tipicamente feminina, segundo pesquisa da Universidade de Drexel (EUA), e atinge 15% dos adultos na proporção de três mulheres para cada homem. Ou não: mas também pode ser mentira. O homem quer mais sexo mesmo. O desejo é estimulado por hormônios, especialmente a testosterona, no hipotálamo, área do cérebro que é maior nos homens – e eles produzem até 20 vezes mais testosterona. E, evolutivamente falando, machos mais ativos, que fecundaram mais fêmeas, tiveram mais descendentes. São seus genes que foram mantidos. “AMOR, TEMOS QUE CONVERSAR” É fato: linguistas têm a explicação na ponta da língua para a necessidade de discutir relações: mulheres são grandes faladoras desde crianças. Segundo o livro Por Que os Homens Fazem Sexo e as Mulheres Fazem Amor?, as meninas começam a falar antes e, aos 3 anos, têm o dobro do vocabulário dos moleques. No cérebro feminino, duas áreas são responsáveis pela fala, uma em cada hemisfério. São áreas restritas, que deixam o cérebro livre para outras tarefas. Por isso, elas fazem várias coisas ao mesmo tempo... enquanto falam, claro. Isso ocorre porque o homem evoluiu como caçador – e, durante a atividade, ficava quieto para não afastar a presa. Já com a mulher foi diferente: ela ficava nas cavernas com as crias e outras mulheres. A fofoca já corria solta. “VOCÊ PREFERE SEUS AMIGOS A MIM” É fato: nossos ancestrais masculinos eram mais próximos dos amigos. E os femininos, da família. “Antropologicamente falando, os homens lutavam ao lado de outros homens”, diz Geoffrey Greif, professor de Estudos Sociais da Universidade de Maryland, EUA. “E, sob a óptica psicológica, as companhias masculinas demandam menos energia e desafio emocionais. Estar com eles é um respiro (ou um alívio) das exigências emocionais feitas pelas mulheres.”. “VOCÊ NUNCA RESPEITA A MINHA MÃE” É fato: do ponto de vista da psicanálise, segundo Isabel Cristina Gomes, psicanalista de casais do Instituto de Psicologia da USP, a mulher costuma dizer isso quando ela quer que o marido se conforme com toda a história familiar dela. E o marido pode se sentir incomodado com a dificuldade de adaptação no novo grupo: a família da esposa.
Daniel Schneider - Revista VIP

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...