12 de nov de 2009

A vingança

A vingança consiste na pior resposta que podemos dar a alguém ou a algo que nos prejudicou. 


Embora muitos aspectos da vingança possam lembrar o conceito de igualar as coisas, na verdade, a vingança em geral tem um objetivo mais destrutivo do que construtivo. 


Quem busca vingança, deseja forçar o outro lado a passar pelo que passou e garantir que não seja capaz de repetir a ação nunca mais. Ao armar-se de calúnia e de outros mecanismos de perseguição ontra aquele a quem odeia, está realizando uma luta contra si mesmo, pois está apenas projetando o lado sombrio de sua personalidade. 


“Ah, o covarde que se vinga é assim 100 vezes mais culpado do que o que enfrenta seu inimigo e o insulta em plena face”. No indivíduo, esse comportamento provoca o perverso mecanismo conflitivo, que o leva ao desespero, e mesmo quando o outro já não mais lhe representa perigo algum, mesmo depois de se render ou ser aniquilado, os efeitos desastrosos da vingança não desaparecem frustrando a quem aparentemente estaria vitorioso, por isto ela é sem fim. A vingança não é eficaz para qualquer tipo de situação, pois ela é de curta duração, é um prazer imediato. 


Aquele ressentimento que existe nas pessoas e as leva a acreditar que, se devolver o mal que lhe fizeram, resolverá o conflito. Engano, a vingança, como já disse, é sem fim justamente por ter vida curta, passa logo, o ódio retorna e a pessoa já começa a maquinar o próximo passo. Finalizo com o pensamento Benjamin Franklin: “Causar um dano coloca você abaixo do inimigo, vingar-se faz com que você se iguale a ele, perdoá-lo coloca você acima dele ”. 
Antônio Roberto

4 comentários:

Anônimo disse...

Excelente

Kleberson Palma

IGREJA BATISTA BERÉIA disse...

Léo, a Bíblia em Romanos 12.17-20 nos diz assim: "Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens; se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens; não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito:
A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor.
Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem".
Fique na Paz!
Pr Silas

Rafael Laurentino disse...

Meus amigos, o texto é "lindo", os consentimentos também, assim como externá-los é fácil. Só deixo uma pergunta: um marginal qualquer mata um parente (pai, mãe ou filhos) direto de qualquer um de vocês e o esquarteja sem piedade, ainda assim vocês o perdoariam? deixariam a vingança de lado?
Há certas coisas que DEVEMOS perdoar, mas há outras que o perdão não deve existir em nossos dicionários. A RAZÃO É DO HOMEM!

Anônimo disse...

por que vingança consiste na pior resposta que podemos dar a alguém ou a algo que nos prejudicou ?

quais seriam as outras respostas que poderiam ser dada a alguém ou a algoque nos prejudicou ?

a vingança tem o objetivo de punir o mal feito,só isso

é melhor se um covarde e não deixar uma injustiça inpune do que ao contrário


todo prazer é imediato não existe prazer eterno,a vingança é um fim nela mesma

não vale a pena deixar uma injustiça inpune para ficar acima de um inimigo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...