9 de jul de 2012

Brainstorm!


Satisfazer os desejos no impulso de um beijo e extravasar toda a vontade num instante de irracionalidade é presentear o meu ego. Mas, afinal, quem disse que o politicamente correto é realmente correto pra gente? Agora sou obrigada  a manter em segredo o que todo mundo, em seu íntimo, quer mas tem medo – Satisfazer os desejos.

Malditos contratos sociais! Uma prisão que consentimos e que muitas vezes condena à prisão perpétua o que sentimos. Vous Libére! Ame! try! Erre! Vivant!

Você não é meu, talvez nunca será, mas hoje eu sou sua e amanhã também, e assim serei até quando ao meu ego convier, pois é ele quem me mantem. Dizer-te que te amo? Não cairei nessa besteira, tolice!

Tudo bem, admito... nada que aqui te escrevo faz sentido aos olhos alheios. Só que eles não sabem do nosso segredo, o que torna tudo mais dislumbrante - eu sou você e você sou eu. Por isso, não precisamos procurar sentidos, nós apenas sentimos e nos entregamos. E isso basta.
Nossa, quem coloca título numa carta assim?! Enfim... Espero que recebas com carinho essa minha simples carta de amor.

Beijos,
de sua...
Scarlett Oliveira

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...