8 de jun de 2009

O presente

Somos o que acreditamos ser. Quantas vezes na vida paramos para observar o céu a noite? Não importa quantas vezes, e sim a beleza que encontramos, mesmo em noites nubladas. Nas noites claras, já observamos quantas estrelas há no céu? Muitas, são incontáveis, cada uma tem seu brilho próprio, umas mais, outra menos. Todas podem ser notadas, todas sabem o seu valor e sua importância, para a humanidade, para o mundo, e, o mais incrível de tudo isso é que nenhuma esbarra ou atropela a outra, todas convivem em total harmonia. Assim como elas, somos nós, cada um tem seu próprio brilho, valor e importância, todos nós podemos crescer, progredir, prosperar, viver, ser notados, ser feliz pois somos merecedores, e o melhor de tudo, para atingir nossos propósitos, desnecessário se faz esbarrar, atropelar, prejudicar quem quer que seja. Não temos o direito de julgar, condenar quem quer que seja de acordo com nosso modo de ser e pensar. Infelizmente é o que mais fazemos, nos preocupamos em observar como os outros, vivem, o sucesso que atingem, como cresceram, que esquecemos do principal, observar "nossa própria vida", como estamos, o que queremos, que sonhos e propósitos temos, não avalia,os o quanto somos prepotentes, orgulhosos, egoístas, mesquinhos, incapazes de amar, perdoar, viver, não conseguimos ver nosso próprio brilho, vivemos apagados, não conhecemos nossa verdade, vivemos lamentando, invejando, fazendo com que os outros se afastem de nós, assim, acabamos sós e lamentando ainda mais nossa triste sorte. Mas sempre há tempo de mudar, tenha certeza de que existe de fato tal possibilidade, basta olhar bem dentro de nós, refletirmos, sentir vontade, querer, mudar, a questão é; você quer? Se sente preparado pra se enxergar como realmente esta sendo hoje? Se sente capaz de uma mudança, de descobrir que não é o centro, nem tão pouco o dono do universo, que tem direitos, mas também deveres? Encarar a verdade, não é uma atitude das mais fáceis, mas se faz necessário se quisermos encontrar nossa luz, certos de que todos possuem luz como nós, não somos superiores nem inferiores a ninguém, somos todos filhos do mesmo pai, Deus, que confia e acredita em nós, e, sempre nos dá mais uma oportunidade para que sejamos nós mesmos e não o que estamos sendo. Custa tentar? Lembremos sempre que; Ontem é historia. Amanhã é mistério e Hoje é uma dádiva.
Por isso se chama presente.
Boa sorte! Henriqueta Prado
Picture by John Singleton Copley

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...