7 de mar de 2012

Irmã Benigna

Maria da Conceição Santos, Irmã Benigna, nasceu em 16 de agosto de 1907, em Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, e morreu em 16 de outubro de 1981, em Belo Horizonte. 

A abertura do processo de beatificação ocorreu na véspera da passagem dos 30 anos de sua morte. De família simples, desde menina revelava dons divinos e vocação para a vida religiosa, sendo devotada de Nossa Senhora de Lourdes. 

Em 1935, ingressou na Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade e iniciou seu apostolado com serviços religiosos. O primeiro local onde trabalhou foi a Casa de Caridade Manoel Gonçalves de Souza Moreira, em Itaúna, no Centro-Oeste, onde fez os votos perpétuos e se diplomou em enfermagem. 

Contam que Irmã Benigna sofreu calúnias, tais como rumores de uma possível gravidez e acusação de ser uma freira comunista, sendo transferida em 1948 em uma viatura policial para o Asilo São Luiz, na Serra da Piedade, em Caeté. Ali teria sido posta em um chiqueiro, adquirindo várias doenças. 

Em 1950, foi designada para serviços em asilo-hospital, em Lambari, no Sul de Minas, e trabalhou como parteira e enfermeira. Morreu em Belo Horizonte com problemas cardíacos.


Salve Rainha


Salve, Rainha,
Mãe misericordiosa,
vida, doçura e esperança nossa, salve!
A vós brandamos os degregados filhos de Eva.
A vós suspiramos, gemendo e chorando
neste vale de lágrimas.
Eias pois, advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus,
bendito fruto de vosso ventre,
ó clemente,
ó piedosa,
ó doce sempre Virgem Maria.
Rogais por nós Santa Mãe de Deus.
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Amém.


Dedicado especialmente à minha mãe.

Um comentário:

Anônimo disse...

Dedicado a sua mãe porque? Anônima Carol.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...