17 de dez de 2014

Estudo mostra para onde vai a gordura quando se tem perda de peso

A procura pelo corpo perfeito tem feito com que muitas pessoas percam peso sem se preocupar com os riscos à saúde. Mas, quando se perde peso, para onde vai a gordura perdida? Segundo um estudo da Universidade de Nova Gales do Sul (UNSW, na sigla em inglês), na Austrália, nem mesmo alguns profissionais de saúde sabem essa resposta.
O principal autor do estudo, Ruben Meerman, um físico e apresentador de TV, diz que a maior parte da massa é expirada como dióxido de carbono.
Os autores mostram que perder 10 quilos de gordura requer uma inalação de 29 quilos de oxigênio. Esse processo metabólico produz 28 quilos de dióxido de carbono e 11 quilos de água.
Mais de 50% dos 150 médicos, nutricionistas e personal trainers que participaram da pesquisa pensaram que a gordura fosse convertida em energia ou calor. Meerman diz que isso viola a Lei da Conservação das Massas. Suspeitamos que este equívoco é causado pelo mantra da energia que entra e que sai em torno da perda de peso.
Perder peso não causa aquecimento global - Alguns entrevistados pensavam que os metabolitos de gordura fossem excretados nas fezes ou convertidos em músculo. O estudo aponta que os equívocos revelam desconhecimento surpreendente sobre aspectos básicos de como funciona o corpo humano.

Os autores ainda ressaltam duas perguntas frequentes.

1- Simplesmente respirar mais pode causar a perda de peso? 
A resposta é não. Respirar mais do que o exigido pela taxa metabólica de uma pessoa leva a hiperventilação, o que pode resultar em tontura, palpitações e perda de consciência.
2- A perda de peso pode causar o aquecimento global? 
Isso revela equívocos preocupantes sobre o aquecimento global, que é causado pelo desbloqueio de átomos de carbono antigos presos no subsolo em organismos fossilizados. Os átomos de carbono que seres humanos exalam estão retornando para a atmosfera depois de apenas alguns meses ou anos presos em alimentos que foram feitos por uma planta.
Meerman recomenda que estes conceitos básicos sejam incluídos no currículo do ensino secundário e nos cursos de bioquímica para corrigir equívocos generalizados sobre a perda de peso entre os leigos e profissionais de saúde.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...