28 de out de 2008

Etiqueta do aperto de mão


Quando um aperto de mão vale mais que 10 palavras 


Bastante utilizado em quase todas as culturas, o aperto de mão é um gesto que pode dizer bastante sobre você. 


Todos os nossos encontros profissionais, dos mais simples aos da alta gerência, começam com este ato que remonta ao Egito antigo, e que foi muito utilizado entre guerreiros para demonstrar que não estavam armados, num processo de transmissão de confiança. 


Em nossos dias este pequeno ato ganhou muita importância no ambiente corporativo, por se tratar do processo que geralmente marca o início de uma conversação. Se alguém deixa de estender a mão e cumprimentá-lo, tal atitude é considerada uma completa falta de educação. Se a pessoa estende a mão mas não possui um "bom aperto", uma imagem negativa é transmitida, o que muitas vezes pode impactar na conversa ou reunião. Enquanto um aperto de mão fraco transmite insegurança e desinteresse, um aperto de mão firme indica confiança e interesse pelo outro. Saiba como causar uma boa impressão seguindo algumas regras de etiqueta. 


Não invada a zona de proteção alheia 
Você já se sentiu desconfortável por alguém se aproximar demais de você enquanto falava ou o cumprimentava? Isto acontece porque cada um de nós temos várias zonas especiais, as quais devem ser respeitadas, pois uma aproximação muito grande pode provocar reações bastante adversas. Embora este espaço possa variar um pouco de pessoa para pessoa ou entre culturas, o ideal neste caso é quando estivermos realizando um contato profissional permanecermos na Zona pessoal, em uma distância que varia entre 45cm e 1,2m. 


Não estique demais o braço 
Estabelecida uma distância confortável, procure não esticar demasiadamente o braço, afastando ainda mais o seu interlocutor. De maneira similar, procure não deixar o braço muito curto, obrigando a pessoa a caminhar para cumprimentá-lo e sair da sua zona de conforto já estabelecida. 


Olhe nos olhos 
Procure olhar diretamente para os olhos de seu interlocutor. Isto passa confiança e sinceridade, além de firmeza. Além disso, procure coordenar seus gestos com olhares. 


Nada de tapinhas ou beijos 
É extremamente desagradável um contato físico indesejado. A menos que você seja íntimo da pessoa, evite tapinhas nas costas ou nos ombros. Além disso, se for cumprimentar uma mulher, nada de beijinhos. Esta iniciativa deve partir da própria mulher ou, em caso de duas mulheres, da anfitriã. 


Controle a intensidade 
De maneira geral, um aperto de mão firme e forte é o que gera melhor impressão. Mas cuidado na dose. A intenção é passar segurança, e não esmagar a mão do seu interlocutor. 


Lembre-se do nome do seu interlocutor… 
Quer causar realmente uma boa impressão? Ao despedir-se, cite o nome do seu interlocutor. Isso demonstra que você realmente estava prestando atenção e demonstra interesse por ele. 


…e de sorrir 
Por fim, um sorriso sincero consolidará sua primeira impressão, transmitindo uma mensagem positiva e confiante.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...