19 de nov de 2013

Mentiras


Uma coisa é a realidade e os fatos, outra é a imagem que queremos passar para as outras pessoas. Como a nossa sociedade dá mais valor ao que as pessoas pensam, ela incentiva a mentira. 

Nossa sociedade é muito presa à imagem. É uma sociedade narcisista. A criança é natural, espontânea, é ela mesma. 

Ela é verdadeira! Se ela não gosta de alguém, ela revela. Isso, porém, tem um preço. Muitas vezes ela é castigada, é punida pela sua verdade. 

Com o tempo ela aprende a simular. Assim foi a história de cada um de nós. Esse é o primeiro motivo da mentira: o medo. O medo da rejeição, o medo da crítica e o medo de ficar só. É uma forma de se defender do julgamento do outro. Outro fator que leva a pessoa a distorcer os fatos é o sentimento de inferioridade. 

Pessoas que se sente menos que os outros costumam mentir para se sentirem mais. É o caso de pessoas que falam possuir bens que não possuem e que dizem ter uma importância social que não tem. 

Popularmente, é a pessoa que gosta de “contar vantagem”. E a pessoa que se acostumou a mentir excessivamente para os outros com o tempo passa a acreditar nas próprias mentiras, ou seja, começa a mentir para si própria. 

E isso é grave porque é a raiz da neurose. Neurótico é a pessoa que não é verdadeira consigo mesma. Ela não se conhece porque não vê como ela é. Ela vive distanciada da sua realidade e se imagina diferente do que é. Na depressão, na angústia, no medo e na culpa há uma grande dose de mentira.
Antônio Roberto

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...